Arquivo da categoria: Passo a passo

Coisas legais para uma viagem legal

Padrão

Esses dias estava pensando nas coisas que considero importantes na hora de viajar e percebi que não precisamos de muita coisa.

Pedi um help pro pessoal da fanpage (se não curtiu, faça o favor! rs) e reuni os itens que tornam nossas viagens mais seguras e divertidas. Thanks!

Indispensáveis

É claro que levei em considerações os meus gostos, mas acho que a maioria vai concordar.

1. iPod/mp3/etc: Nem preciso falar muito desse item né? Todo mundo acaba levando um tocador de música. Minha dica é bolar uma lista bacana, afinal, não tem nada melhor do que uma trilha sonora marcante.

2. Cartão telefônico: O Cadu, de Minas, mandou essa dica no fbook e achei genial. Apesar de ser um item óbvio de ‘sobrevivência’, nunca tinha pensado em colocar na minha lista de prioridades. Já pensou ficar com celular descarregado e precisar de um táxi? Mão na roda!

3. Câmera fotográfica: Dispensa justificativas né? Há quem tenha uma filosofia de viajar SEM câmeras porque alegam gostar de registrar na memória, mas eu não confio muito na minha. Sem contar que sou fã de fotografia, acho uma delícia!

4. Isqueiro: Essa dica quem mandou foi a Fê, do RJ. Também achei uma ótima lembrança. Na hora de emprestar pro amigo que esqueceu, de acender a vela num apagão, na hora de queimar a ponta de um fio da roupa, ou até mesmo se precisar improvisar uma fogueira. Ter um isqueiro pode salvar a vida num momento de perrengue, nunca se sabe né?

5. Mochila: Já disse aqui outras vezes que é um item indispensável. Não precisa ser uma cargueira (de mochilão), qualquer mochila que sirva de suporte durante sua viagem é válida. Não tem coisa melhor na hora de bater perna, você pode guardar câmera, lanchinhos, água, carteira e uma blusinha.

6. Mapa/guia turístico: Outro basicão. É legal incluir na bagagem um mapa da cidade ou descolar um guia turístico assim que chegar. Você ganha liberdade pra bater perna,  entende as distâncias e na hora de pedir um táxi, auxilia na localização.

7. Livros/tablets: Incluí os tablets porque sei que muitos se tornaram adeptos da leitura virtual. Eu sempre levo um livro interessante para os momentos relax da viagem. Nada de levar livros muitos pesados ou que tenham leitura muito exigente. Acho que o importante é esfriar a cabeça e não deixá-la mais tensa ainda.

8. Chicletes e derivados: Esse aqui é um vício meu. Sempre carrego algum docinho na bolsa. Acho que é sempre legal ter, apesar dos dentistas recriminarem. Chiclete, chocolate, balinha, jujuba são sempre bons né?!

Ufa! Fim. hehe

É claro que existem outras tantas coisas que podemos e devemos levar, como documentos, carregadores e  óculos de sol, por exemplo. Mas acho que é bem legal ficar atento a essa listinha aí em cima :)

Fikdik: cupons de desconto no exterior!

Padrão

Como estamos em época de férias e eu bem sei que vários amigos estão embarcando para o exterior, principalmente para os Estados Unidos, vim dar uma dica super legal.

Na verdade verdadeira, quem recomenda o site é a Bianca, outra fofis que trabalha comigo na agência. Ela tá indo pra New York na semana que vem e encontrou dois sites que disponibilizam cupons de desconto em diversos segmentos.

RetailMeNot_Logo

O site gringo Retailmenot  oferece diversas formas de aproveitar o desconto. Você pode comprar pela internet e garantir o frete grátis* (free shipping) ou imprimir o cupom e apresentá-lo na hora da compra (printable coupons).

São inúmeras as lojas que participam dessa ação como Forever 21, Hollister, GAP, Wallgreens, Aeropostale, Puma, Papa John’s e muitas outras. Ligue a impressora e mande ver!

*não sei dizer se entregam no Brasil!

coupon-cabinO CouponCabin é bem semelhante, talvez um pouco bagunçadinho e confuso, mas a intenção é a mesma. São várias opções e atualização diária de descontos. Verifique a validade, imprima e aproveite a bagatela também!

Se vocês conhecem mais opções como essas, mande aí pra gente!

 

Nunca viajei sozinho. E agora?

Padrão

Alô, alô, marciano! Como foi a recepção de 2013 por aí?
Por aqui foi tudo jóia! Aqui em casa, recebemos o ano com esperança e fé! E vocês, por onde andam?
Tem amigo em Curitiba/PR (muitos, por sinal!), no Rio de Janeiro/RJ, em Vitória/ES, no Uruguai, em Belo Horizonte/MG, em Sorocaba/SP, em Paracatu/GO, em Punta del Este, etc! Ufa, vocês foram pra tantos lugares que nem me lembro mais. De qualquer forma, espero que para todos tenha sido bom e alegre! Se servir de conselho, leia meu último post e tente se inspirar!

Bom, hoje vim falar sobre uma ‘aflição’ que viajante de primeira viagem sempre tem. Geralmente, ela bate nos menores de idade ou até nos de maior que nunca o fizeram.

“Bia, vou viajar sozinho/com amigos, mas nunca viajei sem meus pais. Como é?!”

Primeiramente, você precisa avaliar que tipo de viagem você vai fazer. É um intercâmbio? Final de semana com os amigos? Carnaval? Férias na praia? Eu diria que nenhuma delas é um bicho de sete cabeças, pelo contrário. Não tem erro viajar sozinho e uma hora isso vai ter que acontecer, certo?

Pra facilitar, preparei uma check list importante pra quem vai viajar sem os pais pela primeira vez.

Leia o resto deste post

Viagem sem trilha sonora não rola!

Padrão

Se você anda desatualizado, não se preocupe! Nós preparamos uma playlist para cada perfil.

Veja o que mais combina com você e mande pro iPod!

folksbrasileirandosertanejo2eletronicass

É, eu sei que algumas músicas já estão meio velhinhas, mas achamos legal colocá-las mesmo assim. rs

ps: cada imagem com tamanho de fonte diferente. hahaha blogueira nota 10!
ps²: Jorge Ben*

A música nunca revela o seu último segredo…

Padrão

Bom, como eu disse ontem, estou embarcando daqui a pouco para Campinas/SP, e de lá sigo viagem até Botucatu. O motivo da viagem é super gostoso: formatura de um amigo querido e reencontro com alguns amigos que fizemos na Califórnia.

A viagem não é turística e vai ser bem rápida, então, provavelmente, não vou conseguir explorar muito as cidades. De qualquer forma, espero trazer algum conteúdo legal ou pelo menos  umas boas fotos.

Mas na verdade não vim aqui falar do meu embarque..rs

Vim compartilhar com vocês as palavras lindas da minha amiga fofis de trabalho, Rany. Ela fez uma trilha sonora especialmente pra essa minha viagem e me deixou até emocionada com o textinho. rss

Olha que coisa mais sincera e querida. Que sirva de inspiração pra todos vocês..

C

“Sou muito empolgada. Literatura e música sempre me atraíram mais que as outras vertentes culturais e, justamente por isso, me comprometi a entregar um CD repleto de músicas para animar o trajeto entre Campinas e Botucatu.

Bem, para montar uma playlist não tem muito segredo. Música pra viajar pode falar sobre felicidade, amizade, aventura, amor… menos tristeza. E, se falar em tristeza, que seja em outra língua, que aí a gente não entende muita coisa, pisa na marcha e segue adiante. É essencial que, ao apertar o play, a gente esteja ciente de que aquela canção pode ser lembrada, para sempre, como trilha sonora de dias inesquecíveis. Como disse anteriormente, eu adoro música. E gosto de escutá-las, especialmente, quando estou viajando. De ônibus, de avião e claro, de carro. Desde aborrecente, nutro esse hábito. Recentemente, ia para Goiânia de 15 em 15 dias e os momentos escolhendo canções, imersa nas pastas repletas de gêneros, ritmos e letras se tornaram ainda mais frequentes. Mas é tão bom misturar a ansiedade, a expectativa e a animação de um novo lugar aos sons que a gente gosta, né? Acompanhar o pôr-do-sol ouvindo Eddie Vedder, recordando a trilha de Into The Wild, por exemplo, não tem preço. Mas, não é só o rockeiro que irá embalar sua viagem. Fiz questão de mesclar os sotaques americanos com o melhor do ritmo tupiniquim. Ou seja, aém de The Beatles, Beach Boys, Artic Monkeys, Cake, Strokes e Oasis tem muito Lulu Santos, Skank, Seu Jorge, Cazuza, Tom Zé, Tribalistas e, pasme: Angélica. Sim, porque Vou de Táxi é um hit atemporal que merece muito respeito.

Mas, voltando a frase inicial: eu sou muito empolgada. Assim que comecei a fazer pensei: ela viajará de Campinas pra Botucatu. Vai passar por Indaiatuba, Salto, Itu, Boituva, Cesário Lange e por fim, Itatinga – se estiver com um grupo maneiro de amigos, aconselho a parar em alguns lugares, conhecer restaurantes, lojas de suvenirs. Ao total são 211 Km que podem ser convertidos em 2h e 30 minutos. Cerca de 50 músicas seriam mais que o bastante. No fim das contas, gravei 105 músicas. Espero, de coração, que meu exagero seja suficiente para que você se divirta indo e voltando dessa aventura.

Boa viagem! Com carinho,
Rany”

Mala prática!

Padrão

E aí, gente? Tudo beleza?
Hoje passei a manhã fotografando um passo a passo bem legal…
Vou viajar muito em breve (yay!) e resolvi unir o útil ao agradável fazendo um post sobre como arrumar a mala de forma prática.

ps: foi malzzz! a letra ficou pequenininha, mas pra ampliar é só clicar.

E vocês? Usam algum truque na hora de arrumar a mala?

Beijocas!

Como cruzar as fronteiras…

Padrão
Como alguns sabem, embarco pra Califórnia no próximo sábado, e antes de dar qualquer detalhe da viagem, pensei em fazer um simples passo a passo de como programar uma ida ao exterior.
O primeiro passo é traçar o perfil de viagem que você quer, se quer ir acompanhado por família ou amigos, o que você quer fazer, se é visitar belas praias ou pegar um friozinho, se o roteiro deve incluir museus e ruas históricas ou vistas contemporâneas e modernas, enfim. É importante que você tenha em mente quanto ($$$) pretende gastar, e em que época do ano você pode ir.
O segundo passo é verificar se o destino que você pretende ir exige visto, vacinas específicas, ou se o passaporte basta. É importante verificar a maioridade do país, pra que você, ou pra quem for com você, não passe por nenhum constrangimento. Alguns países são bem rigorosos com questões de idade, fique atento. Ah, outro ponto a ser verificado é a cultura. Se informe sobre os costumes e religião do destino, isso pode te motivar ou não a conhecer tal cidade/país.

O terceiro passo é garantir as passagens, e a minha dica é que você faça com antecedência, porque quanto antes, mais barato. Você pode recorrer a uma agência de turismo e ter a facilidade de ter todos os procedimentos feitos pela agência. Se você decidir fazer por conta própria, a compra pela internet é a mais vantajosa e você vai precisar de um cartão de crédito. Se não tiver domínio com sites de compras, peça um amigo pra te ajudar.

Decolar – reúne todas as companhias e encontra o menor preço.

Melhores Destinos – é um site ótimo, com dicas diárias de promoções..

O quarto passo é encontrar onde ficar. Se você não se importa com o luxo, e prefere economizar na hospedagem pra investir nas compras e passeios, sugiro o Hostel, que é uma espécie de hotel, mas é mais econômico, mais simples. Geralmente estudantes e viajantes são os maiores frequentadores dos hostels, pelo preço e pela oportunidade de conhecer gente do mundo inteiro. No hostel você pode optar por dividir quarto e até o banheiro, ou pode preferir um quarto só pra você. Já se você quer aproveitar a viagem pra ter conforto e descansar, procure um hotel bacana e se informe sobre a localidade, pra que você una o útil ao agradável. Essas duas opções podem ser vistas e reservadas diretamente pela internet também…

Hoteis.com – vários descontos e a cada 10 diárias pagas, você ganha mais uma. (05/12/2011)

Hostels – pra quem não se incomoda em dividir o quarto e quer aproveitar pra arranhar outro idioma com a tchurma viajante.

Trivago – maior buscador de hospedagem que conheço. mostra as melhores opções e preços!

Albergue da Juventude – ótimo para estudantes.

Booking.com – site gringo com milhares de opções! dá pra encontrar boa hospedagem a preço de banana.

E o quinto passo é o melhor de todos: trace os programas mais legais da cidade e aproveite!

Beijos!