Arquivo da categoria: Me diz uma coisa…

2014, traga mais sorrisos

Padrão

Antes de ler, dá play. Com música fica melhor.

Como é difícil fazer retrospectiva de um ano. Principalmente quando o ano foi repleto de muitos acontecimentos marcantes. Tantos que chegam a ser incontáveis. Tantas pessoas cruzaram meu caminho esse ano – de tantos cruzei eu. Se eu pudesse definir o ano em uma palavra seria inesperado.

Começo 2013 com a certeza de que 2012 foi um divisor de águas.

Reencontro amigos, tiro um tempo de paz, faço listas e mais listas. Me aproximo da trupe do Fire Universitário, estudantes cristãos de denominações mil que me ensinam e cuidam. Entro o ano com uma equipe de trabalho linda, divertida e competente. Me espelho, aprendo, cresço e vejo que profissão sem amor não é nada. RP1 Comunicação, obrigada pela confiança e oportunidade. Muito grata!

Mudo de faculdade cheia de preconceitos e descubro uma trupe que funciona. Fazemos um vídeo cheio de abraços, que faz barulho entre os universitários – e em nossos corações.

Voo com Sarah até Porto Alegre e, para compensar a má experiência com a cidade, conheço Christian, Javier, Fernanda, Robson, Erika e Trevin – Chile, Brasil, Colômbia e USA.

O blog entra para a competição do Big Blog Exchange – explico aqui – e vejo um tanto de gente querida torcendo, se mobilizando e colocando o AnnaBeatrip entre os 100 mais votados do mundo e entre os 25+ das Américas – e eu bem sei que é um bloguinho pequeno, mas que já ajuda uns e outros.

Janeiro a abril

Conheço Marcelo Simoncini sem querer, em uma visita ao Hostel 7. Sem dúvidas, um dos nossos melhores presentes neste ano. Em uma hora nos tornamos melhores amigos e desde então nos falamos todos os dias. Tem gente que é assim, o coração reconhece. Assim como com Alex, lá de Uberlândia. Nos conhecemos num fórum de música (eu acho) no Orkut (!!!) e depois de anos de ausência mútua, ele me encontra no Facebook, em junho, e se torna minha companhia de longe de todas as horas. Não tem fuso horário nem indisposição – nem foto, mas fica minha eterna lembrança. Srta. Anne adora nossas tardes. Só tenho a agradecer por esses presentes da vida.

E então junho vem com aquele furacão. Indignação, revolta, reivindicações e coragem de muitos. Daria um livro falar sobre este momento que o Brasil passou. Muitos foram contra, falaram mal e acusaram os militantes de ‘sem rumo’. Para esses, minha compaixão. Me orgulho de ter participado de cada reunião, de cada ato de manifestação, por ser uma das sombras na cúpula do Congresso e por cada partícula de gás inalado. Se um dia quiser falar sobre isso, estamos aí. Por aqui fica a lembrança…

Compro livros e mais livros, me dou a chance de ter novas pessoas por perto e experiências. Me faço de Emília na festa junina e gasto tempo no parquinho com Anna Clara. A tenda do Cirque du Soleil aterrissa em Brasília e lá estamos mais uma vez. Todo cansaço é compensado pela magia e encanto de trabalhar com este time – beijo pro meu QG do barulho! kkk

Chega então o dia que eu tanto esperava: ver pessoalmente os incríveis integrantes do projeto Playing for Change. Um dia memorável. Sonhava tanto em vê-los que parecia mentira, demorei a acreditar que estavam ali, a pouquíssimos metros dos meus ouvidos.Não conhece? Meu, vem aqui. E foi melhor ainda por ter ido com minhazamiga loka – um salve Karol Conka.

maio a agosto

E já mais perto do fim do ano uma avalanche de coisas. Vou até Goiânia, passamos perrengue com o carro e rimos. Nada melhor do que estar com as pessoas certas nas horas erradas, não é? Assim são eles. São tantos nomes importantes neste circuito que seria injusto citar nomes, certamente esqueceria algum. Mas de Alice a Wellington, vocês fazem parte da minha escada rumo aos céus.

Estação Feminina também acontece pela primeira vez e temos a melhor experiência possível. Que incrível poder passar tempo com universitárias lindas e cheias de vida; mostrar pra elas que todo tempo é tempo de recomeçar. Thayana, preciso citar seu nome, porque você é um exemplo pra mim. Amo por cada minuto de desespero e alegria!

Mudo de emprego e entro no Ministério do Turismo ♥ – onde eu queria estar, mesmo que muitos não entendam. E sou agraciada com uma equipe bem humorada, que funciona em paz com 20 jornalistas (raridade no mercado kk). Mesmo que tirem sarro de mim dia sim, dia sim, I’m in love with you, guys.

Gabi, Caetano, Naty e eu vamos à Cidade do Rock pra conferir de perto John Mayer, Philip Philips e Bruce Springsteen. Experiência demais, sem nenhum imprevisto ruim ou reclamação. What a night! E ainda deu tempo de pegar a cota de sol na capital carioca. Cristo, vou voltar hein!

Pouco depois vamos até São Paulo. Minha primeira vez com tempo nesta concrete jungle. Gilberto e Larissa foram minhas companhias brasilienses e foi demais, o tempo com vocês é sempre muito precioso. Marcelo Simoncini nos recebe com a disposição de um exército inteiro e nos mostra a cidade como um morador vê. Sem palavras pra descrever este final de semana. Yuri muda de casa por um dia pra cuidar de mim, dodói no último dia de viagem. Bom, seria outra injustiça citar nomes aqui, porque foram muitos queridos nos acompanhando em Sampa também. Vocês sabem que vocês são.

E meu, nem acredito que vou falar isso.. Vi Stevie Wonder de perto pertíssimo. Agradecimento total ao Igor, Rayanne e Carol, que foram as melhores companhias para este dia. Que outras oportunidades venham. De quebra também vi Jason Mraz dividir o palco com uma banda sensacional, que roubou meu coração. rs Sem falar nas dicas de todo santo dia do Bibi, Gabriel para os não íntimos. rs Todo dia uma surpresa musical. Musicalmente mais do que grata em 2013!

No mais, essas carinhas que não poderiam ficar de fora desta retrospectivas de quatro laudas! rss Cada um sabe seu tempo e espaço neste ano e o quanto é importante. Aquela coisa de novo: o coração reconhece.

Friendsagosto a outubro

E o que falar da minha família? Nem sei. rs Imaginei que seria a parte mais fácil, mas me enganei. Choro só de pensar em começar a escrever, então resumo em agradecer e pedir perdão. Papai, mamãe e irmãos, minha família são vocês. Obrigada por cada risada e bronca também. Obrigada pela provisão, por não deixarem faltar e por confiarem em mim como poucos pais confiam nos filhos. Perdão pela impaciência e indelicadezas de tantos dias, vocês não merecem nada que não seja o melhor. Princess e João, obrigada por existirem e perdão por não ser a melhor irmã do mundo. Chego lá um dia.. Amo com aquele amor que mata e morre.

Sarah e Marina, minhas garotas de todos os dias. Pro engraçado e trágico. Vocês salvaram minha pele e meu coração neste ano. É incrível como laços são capazes de superar qualquer coisa, qualquer tempo. Gil, te amo por me ajudar a enxergar com outros olhos o que tinha desistido de ver. Por ser amigo antes de qualquer coisa e por acreditar em mim. Wellington, talvez você se surpreenda por estar aqui, mas nossos rolês em micro horário de almoço me salvaram muitos dias. Obrigada por tolerar minha correria e cuidar de mim sem saber. rs

Familia

E como não terminar falando de saudade? Aprendi a lidar com a distância, mas a saudade não tem jeito. Ela vai atrás da gente onde quer que seja. Este ano foi assim, marcado por muita ausência de quem eu queria por perto. Mas eles não tem culpa, nem eu, apenas distantes pelas fronteiras. Só de olhar pra essas fotos me acabo em lágrimas, porque tudo que eu queria era que coubessem no meu abraço e que estivesse por perto.

Sarinha, USA crew, Ingrid e Ailton, Rodrigo, Lucas, Felipe ♥, Ben e Karine, Yuri e Clara.

Seria injusto falar de um por um, mas seria mais ainda não citar você, Lucas. Você é o meu presente diário, mesmo. Tão longe e tão perto ao mesmo tempo. Amo você com um amor que eu não sei explicar, que a distância só aumentou. Obrigada pelo cuidado de todos os dias, pelas broncas, pelo ciúmes, pelo amor, por convencer Anna Clara a tomar banho pela webcam, por ser família. Tô chorando de saudade, como em quase todas as nossas conversas pelo skype.

saudade

“Anna, e as coisas ruins?”

Elas ficaram pra trás. Como disse Alex outro dia, o passado nos cega, mas ele não existe. Nem ele, nem o futuro existem, mas o presente sim.

Termino este ano grata a Deus, que olha de cima, de baixo e dos lados. Grata aos céus pela fé renovada, por cada rosto incrível que eu tive a honra de conhecer, pela provisão, saúde e cuidado diário.

2014, leve meus fantasmas e traga meus sorrisos

Vai de carona!

Padrão

Eita poxa! Quanto tempo sem conseguir postar. Mesmo tendo muita novidade e muita coisa legal, não tenho tido tempo algum. Só Deus sabe o quanto tenho corrido, gente. rs Enfim!

Agora não me lembro quem me mandou (desculpa!! se manifeste aí!), mas achei o máximo essa dica. Não conhecia o Caroneiros.com e fiquei muito motivada  a viajar, mais ainda! O Caroneiros é uma rede social que promove caronas dinâmicas,  carona amiga. Você deve estar pensando ‘Nossa, mas que perigo! Eu não sei quem é o motorista, etc e tal’, mas é aí que o portal entra pra ajudar.

Caroneiros home

Não, eu nunca utilizei essa ferramenta, mas vasculhei bastante e conversei com gente que já experimentou e a recomendação é certa. É claro que você precisa procurar saber quem é, se já oferece carona, se o motorista está sozinho, etc, mas a tranquilidade é muito maior, porque a turma que está no portla tem essa pegada consciente, econômica e, claro, viajante.

De repente você precisa de uma carona para um compromisso de última hora em uma cidade próxima; quer sair da rotina no final de semana ou simplesmente conhecer gente nova numa aventura.

Meu maior exemplo de mochileiro caroneiro é o Marcelo Simoncini, de SP, que já apareceu aqui no blog, que eu amo e sou fã.  Ele é daquele tipo que põe a mochila nas costas e vai pro acostamento pedir a caronex! rs Além de skatista de plantão, o cara vive na estrada. E acredite, ele trabalha como eu e você, todos os dias, mas não perde um final de semana na  jungle. Roubei algumas das centenas fotos que Marcelo tira nos seus rolês, mas ele vai amar se ver aqui de novo. rs Beijo querido!!! *vou até pedir pra ele fazer um relato dessas aventuras por aqui.

Caroneiros 1Caroneiros 2

É isso! Se aventure. Nada como tentar para saber :)

Dicas do mundo de Walt ✶

Padrão

Na semana passada, recebi a sugestão pra falar um pouquinho sobre a Disney. Cheguei a pensar que sairia da rota do ABtrip, mas pensei duas vezes e entendi que seria muito legal, afinal, muitos de vocês já foram ou tem vontade de conhecer esse mundo encantado. Nada mais justo do que falar em poucas palavras como aproveitar melhor essa trip…

Eu nunca fui e confesso que nunca tinha tido interesse até ouvir amigos adultos que foram pra lá. Sim, um passeio nada barato ou de backpacker, mas tem tudo pra ser muito divertido e render momentos ótimos com a família.

disney-world-destaque

Quando o sonho de conhecer a Disney vira realidade, é preciso estar muito bem preparado. Afinal, o destino até pode ser o maior parque de diversões e variedades do mundo, mas a viagem é muito cara – e rara – para que você possa deixar qualquer coisa atrapalhar o seu caminho!

Para me ajudar, o pessoal da Tia Eliane Tour listou cinco dicas básicas de como aproveitar bem a Disney.

1. Priorize o conforto

Não dá pra querer andar quilômetros e quilômetros no maior parque do mundo com roupas quentes ou sapato de salto, né? Por isso, optar por roupas leves e frescas e usar o calçado mais confortável é mais do que apenas uma dica: é palavra de ordem.

2. Viaje em grupo 

Certas viagens remetem os viajantes a um tempo a sós consigo mesmo, para se descobrir e se aventurar sem amarras (♥♥♥) – mas a Disney é justamente sobre como viver, se divertir e aproveitar em grupo. Por isso, não importa a sua idade, chame os amigos para viajar com você ou escolha uma excursão da qual fazer parte. Espírito de aventura e alegria durante os dias na Disney é o que não vão faltar quando se tem as companhias certas.

3. Alimente-se bem

Não deixe que um ou outro probleminha com a comida local possa estragar seus bons momentos: na Disney é preciso alimentar-se bem, principalmente no café da manhã, e tomar bastante água conforme o dia passa. A dica é simples: não tente se aventurar muito em temperos que você desconhece e leve sempre um antiácido na bolsa.

4. Pode escolher um mês? Vá em outubro!

Durante a alta temporada da Disney, em julho, os Estados Unidos vivem o verão – e isso pode significar calor excessivo, chuvas e todas as outras coisas que já conhecemos no verão daqui. Em outubro os parques já estão menos propensos a pancadas de chuva e, o que é melhor, se preparando para receber o Halloween. Diversão sem se estressar!

5. Não perca seus minutos

Todo e qualquer segundo de uma viagem à Disney deve ser aproveitado como tal, então nada de ficar com preguiça, levantando tarde, ou encher a cara nos bares para perder a melhor parte da festa. Faça de tudo para aproveitar essa viagem inesquecível, desde os passeios às compras, e tenha certeza de que sempre há mais o que ver no dia seguinte. Desse jeito a viagem fica mais divertida e você volta pra casa morrendo de vontade de curtir a Disney de novo.

Artigo escrito com a colaboração do site Tia Eliane (http://www.tiaeliane.com.br/)

Disney capa defDisney mapa(mapinha da ‘cidade’)

Seis músicas ►

Padrão

Quem passa por aqui já conhece a Sarah e sabe que amo muito minha sister, mas amo mais ainda quando ela me manda novidade. Hoje ela deu uma dica que eu amei! Um tumblr chamado Seis Músicas que prepara mini playlists para situações x da vida!

Seis Músicas

Ainda não consegui ouvir todas, mas para FAZER AS MALAS, SE ARRUMAR NA SEXTA e UMA TARDE DE DOMINGO são ótimas! Imagino que todas sejam boas e super adequadas. Como é uma lista curtinha, com seis músicas apenas, dá um gostinho de quero mais. Aí você seleciona os artistas que mais curtiu e corre atrás.

Amo encontrar gente assim, cheia de atitude e iniciativa. Taí uma coisa que não abro mão: mão na massa. Teve a ideia? Faça acontecer.