As igrejas de Ouro Preto

Padrão

Foi só passar o réveillon e pegamos a estrada. Literalmente.

Eu e mais uma trupe de 35 amigos seguimos rumo a Ouro Preto, em Minas Gerais, no dia 2 de janeiro. Saindo de Brasília são, aproximadamente, 12 horas de ônibus, céu estrelado e muitas paisagens lindas. É tão legal ver a vegetação mudando conforme os quilômetros avançam, não é?

Ouro Preto é uma cidade cinematográfica, só pode. É linda, cheia de detalhes, meio congelada no tempo e também antenada.

Foram três dias muito bem aproveitados, então deu pra conhecer quase todos os cantos da cidade – que não é muito grande, mas cheia de peculiaridades. Resolvi começar falando das igrejas que visitamos, resultado de um dia inteiro de muita ladeira. rs

Igreja de Nossa Senhora das Mercês e Misericórdia

Ao chegar na cidade – de carro ou pela rodoviária – vai passar pela Igreja de Mercês fatalmente. É bom que sua câmera esteja preparada logo nesta primeira parada, porque a vista é lindíssima!

Conhecida como Igreja das Mercês de Cima, sua construção foi iniciada em 1733 em substituição à que existia no mesmo local. Quando concluída, teve a fachada modificada para dar lugar à torre central, de autoria do mestre Manuel Francisco de Araújo.

1 Igreja Nossa Senhora das Mercês e Perdões  def

Santuário de Nossa Senhora da Conceição de Antônio Dias

Infelizmente o Santuário estava fechado e não conseguimos vê-lo por dentro. Mas numa cidade onde tudo é bonito, histórico e cercado por ruas fofas, tudo bem. rs O mais bacana é saber que Aleijadinho e seu pai foram sepultados nesta capela.

Construção iniciada em 1727 e concluída em 1746, onde existia a capela de Nossa Senhora da Conceição construída por Antônio Dias em 1699. Projeto e construção de Manuel Francisco Lisboa, pai do Aleijadinho, ambos aí sepultados. Abriga ainda o Museu do Aleijadinho, com obras do artista.

1 Santuário de Nossa Senhora da Conceição de Antônio Dias  def

Igreja Nossa Senhora das Mercês e Perdões

Seguindo a rota, chegamos à Igreja de Mercês ‘de baixo’, que na verdade fica no alto de uma colina e te obriga a subir uma escadaria das boas. De lá, outra vista linda dos altos e baixos da cidade.

Construção concluída em 1772, a igreja é um edifício com grossas paredes de pedra, com cunhais de cantaria. Está situada no alto de uma colina. O povo passou a chamar a igreja de “Mercês de baixo”, para diferenciá-la da outra, Mercês e Misericórdia, denominada “Mercês de cima”.

1 Igreja Nossa Senhora das Mercês e Perdões def

Igreja São Francisco de Paula

Pessoalmente, foi a mais especial. Já era fim do dia, cansados e eu mal sentia meus pés de tantas subidas e descidas… rs Mas não podia estar ali e não conhecê-la e ser agraciada com uma das vistas mais bonitas que já tive. Foram 20 minutos de caminhada em ladeiras íngremes, com direito a parada express na casa de Tiradentes e sorvetinho pra acalmar o estômago. rs

Construção de 1804 a 1898. Trata-se da construção mais recente de Ouro Preto, cujo projeto, de autoria do sargento-mor Francisco Machado da Cruz, manteve-se praticamente inalterado quando de sua conclusão. Vista panorâmica da cidade.

1 Igreja São Francisco de Paula def

Você deve estar se perguntando: Anna, e cadê fotos da São Francisco e do Pilar? – Pois então, câmera já sem bateria pra tirar as externas e proibição de fotografar internamente. De qualquer forma, essas duas famosas vocês encontram aos montes por aí, achei mais legal falar dessas ‘menos’ conhecidas. :)

1 Vários defdetalhes e a frente da Igreja de São Francisco de Assis

Fonte: Divulgação de Ouro Preto
Crédito das imagens: AnnaBeatrip

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s