Começo de feriado pra lá de inusitado…

Padrão

Get ready! Nosso carnaval rendeu boas caras e bocas pra vocês. rs

………………………………………………….

Quando comecei a pensar sobre meu destino no feriado de fevereiro, logo me veio à cabeça Salvador, Rio, etc. Mas depois de conversar com alguns amigos, achei que seria interessante (para mim e para os leitores) ter uma experiência de carnaval longe da folia.

Pesquisei, recebi um convite e decidi por Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. A cidade me pareceu um destino interessante para o carnaval, já que gosto da região sul e sabia que não enfrentaria a força dos foliões. Decisão tomada, passagens compradas, lá fomos nós.

poa 1
vista do nosso quarto 1

Bom, eu sempre soube que planos podem mudar, que pessoas fazem muita falta e dinheiro salva a pele. Eu só não sabia que tudo isso poderia acontecer ao mesmo tempo e em tão pouco tempo. No nosso caso, em uma tarde.

Desembarcamos na capital gaúcha por volta de 12h30 e fomos surpreendidas com um calor absurdo. Quero dizer, absurdamente absurdo. Fui avisada que estaria quente e que deveria colocar uns shortinhos na mala, mas não imaginei que era pra valer. Chegamos ao apartamento de um amigo (que, por sinal, está trabalhando em um cruzeiro), onde ficaríamos durante toda a semana, e nos acomodamos. Apesar da excelente localização e espaço físico, percebemos que talvez não fosse a melhor opção ficar por lá. Imprevistos acontecem e, pessoalmente falando, não estávamos muito confortáveis em estar na casa de alguém sem esse tal alguém. Imprevistos bem imprevistados. Deixa que a memória cuida disso né? rs

Trocamos de roupa e fomos bater perna pela Cidade Baixa, bairro que nos acolheu durante esses dias. Subimos a rua, meio sem destino – mas sabendo que tinha algo lá. Fomos até o Parque Farroupilha, conhecemos o Brique da Redenção, onde você encontra a famosa feira de artesanato e antiguidades, lanchonetes, parque de diversões e gente de todo canto.

Na volta, virando às esquerdas e direitas, entramos na rua Luiz Afonso e nos deparamos com uma casa verde, jardinzinho e uma plaquinha com os dizeres ‘Porto Alegre Eco Hostel’. Entramos e olhando uma a outra, a mesma sensação: lar, doce lar. Ambiente descolado, gente pra todo lado, english+español+portuguêixxx, mensagem dos viajantes pelas paredes. We found love in a hopeless place! haha Como já tínhamos programado uma viagem express pro dia seguinte (e eles não tinham vaga também rs), decidimos mudar para o hostel só na terça-feira.

Tudo isso – também – para dizer que enquanto fechávamos a programação da viagem, pensamos em todos os imprevistos. E se o nevoeiro subir a serra? E se a gente precisar sair do apartamento? E se a gente precisar pegar um táxi de uma cidade a outra? Foi cogitando essas possibilidades que apertamos o bolso e separamos um valor $ para emergências. Salvas pela inquietação.

Lembre-se, viajante: andar sem rumo e não planejar o dia de amanhã é uma dádiva, mas passar apuro e não poder fazer nada, ah, isso não tem graça.

pao 2 poa 3 poa 4 poa 5 poa 6 poa 7 poa 8 poa 9 poa 11poa 10 poa 13poa 12porto-alegre-eco-hostel-porto-alegre-rs

Fotos: AnnaBeatrip

Anúncios

Uma resposta »

  1. Pingback: Porto Alegre Eco Hostel | annabeatrip

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s